Qual mulher não necessita desse dom para vencer as dificuldades e ter força nos enfrentamentos do dia a dia? Certamente, será o dom da fortaleza que nos manterá de pé durante a rotina de cada dia e nas diversas esferas em que atuamos, como mãe, profissional, esposa etc., e nos ajudará a não esmorecer diante das dificuldades.

O dom da fortaleza fará de cada uma de nós, mães, mais resilientes, ou seja, mesmo passando por um tempo de grandes tensões, não perderemos a paz interior e não nos abalaremos de tal modo que isso nos venha a adoecer ou destruir a nossa vida. Esse dom também fortalecerá e iluminará nossas escolhas por um caminho de santidade. Ele nos fará fugir do pecado e de muitas propostas arrebatadoras que nos levariam a uma vida vazia e repleta de vícios. O dom da fortaleza em Maria Madalena fez dela uma mulher forte, uma grande anunciadora e uma mulher que venceu seus vícios.

O que o dom da fortaleza faz na vida de uma mulher?

Foto ilustrativa: Paula Dizaró/cancaonova.com

A importância do dom da fortaleza

A graça do dom da fortaleza em uma mulher a leva à vitória perante o pecado da covardia que, por diversas vezes, se manifesta na tibieza ou na inconstância e infidelidade às coisas de Deus. A tibieza é um pecado que nos leva ao esfriamento e relaxamento da fé nos conduzindo a uma vida frívola, que nos faz buscar os prazeres do mundo atual. A tibieza faz de nós pessoas fracas em nossas decisões e nos acomoda em uma vida sem fervor.

Uma pessoa tíbia sempre achará desculpas para não enfrentar novos desafios. É um pecado ligado à soberba e à avareza, que se resume à busca de bens passageiros como forma de proteger a vida. O covarde, o tíbio, se esconde atrás de seu poder, de seus bens, de sua reputação e não se compromete com o testemunho cristão, muito menos com os mandamentos da Igreja.

A coragem de se despojar do mundo é ação da virtude com o dom da fortaleza. O dom da fortaleza nos auxilia a vencer a covardia e a tibieza, nos leva a assumir nossa identidade cristã e ainda enraíza nossas escolhas pelos princípios do Evangelho de Jesus Cristo.

“Pensemos naqueles homens, naquelas mulheres que levam uma vida difícil, lutam para levar adiante a família e educar os filhos: fazem tudo isso porque há o espírito de fortaleza que os ajuda. Quantos homens e mulheres — nós não sabemos seus nomes — que honram nosso povo, nossa Igreja, porque são fortes: fortes em levar adiante sua vida, sua família, seu trabalho, sua fé. Estes nossos irmãos e irmãs são santos, santos no cotidiano, santos escondidos em meio a nós: têm justamente o dom da fortaleza para poder levar adiante o seu dever de pessoas, de pais, de mães, de irmãos, de irmãs, de cidadãos. Temos tantos! Agradeçamos ao Senhor por estes cristãos que são de uma santidade escondida: é o Espírito Santo que têm dentro que os leva adiante! E nos fará bem pensar nessas pessoas: se elas fazem tudo isso, se elas podem fazê-lo, por que não eu? E nos fará bem também pedir ao Senhor que nos dê o dom da fortaleza” (AQUINO, maio 2014).

Optar sempre pelo bem

Além de uma vida pautada em escolhas corretas, o dom da fortaleza nos impulsionará na busca pela mulher virtuosa, imprimindo o desejo de sermos cada vez melhores e mais santas. Ele nos dará a graça de optarmos sempre pelo bem, mesmo quando o mal nos oferece vantagens.

“O dom de fortaleza não se estende só aos perigos de morte, como a virtude correspondente, mas a todos os atos das virtudes anexas: magnificência, magnanimidade, perseverança, paciência; estende-se a todas as dificuldades que se podem encontrar numa existência humana. Por conseguinte, é fácil compreender que suas manifestações assumem cambiantes tão variadas quanto cada uma de nossas vidas. O espírito de fortaleza que impele os homens de ação aos projetos de grande envergadura, a serviço da Igreja e da sociedade humana, anima também a prece dos grandes contemplativos, ciosos de redenção para o conjunto do corpo místico de Cristo. O mesmo espírito que acompanha os homens de ação no seu ardor militante e os conserva pacientes nos reveses de seu apostolado, ampara os solitários e as enclausuradas no dédalo da purificação passivas e corredentoras que os consomem no puro amor, para o maior bem da Igreja” ( AWUINO, maio 2014).

Empoderada do Espírito Santo

Para iniciar esta caminhada, peça o dom da fortaleza, tenha coragem de começar seu processo interior para ser uma nova mulher empoderada do Espírito Santo. Será justamente esse dom que vai nos auxiliar para que cheguemos até o fim, neste percurso de cura interior e de conhecimento dos dons espirituais, como ferramentas para a nossa vida. Deus vai mexer bastante em sua história para que venham à luz os seus demônios interiores, por isso é preciso coragem para abrir o livro da sua vida e também uma vontade de superar não somente seus pecados, mas de tocar em suas feridas e fragilidades.

Peça a graça da coragem e o dom da fortaleza desejando viver o “conhece-te, aceita-te, supera-te” e a graça de, neste caminho de superação, tornar-se verdadeiramente empoderada do Espírito Santo.

Trecho extraído do livro “Mulheres Empoderadas do Espírito”, de Rogerinha Moreira, Missionária da Comunidade Canção Nova.

Fonte: https://formacao.cancaonova.com/afetividade-e-sexualidade/afetividade-feminina/o-que-o-dom-da-fortaleza-faz-na-vida-de-uma-mulher/

Secretaria Online